quinta-feira, 14 de outubro de 2004

MELHORES MOMENTOS BULDOZER

É, galera, está se aproximando o dia "B"...e enquanto não chega o dia 27/10, no qual vamos comemorar o segundo aniversário desse blog, aproveitemos o que de melhor já pintou por aqui em uma sessão de melhores momentos, especialmente para que os novos leitores entendam a que viemos (tosquear). Esse blog, na prática, lançou a idéia da Buldozer Corporation, e com estilo. Apresento assim a vocês esse estudo preliminar entregue ao governo dia 09 de janeiro de 2003. Não me perguntem por que o Ministério da Cultura o engavetou...são uns cagões mesmo. Com vocês,

A REVOLUÇÃO CULTURAL BRASILEIRA

Conforme anunciado anteriormente, o Ministério da Cultura, através da aviadadíssima figura de seu novo ministro, contratou os serviços da Buldozer Consulting Ltda. para formulação de uma nova política cultural para nossa nação. Considerando a diversidade das manifestações culturais de nosso país e a forma profícua como nosso povo produz diversas formas de arte, decidimos que algumas delas definitivamente não vão fazer nenhuma falta. Assim, elaboramos um longo e detalhado diagnóstico da situação cultural de nosso país (que certamente não vai interessar aos leitores da Buldozer, mas vamos publicar assim mesmo, através do tempo e quando der vontade), e, mais importante, elaboramos diversas propostas de políticas públicas para estimular o avanço cultural de nossa população. Apresentamos aqui as duas primeiras propostas, de baixo custo de implantação e forte impaco social:

Ação número 1 - OPERAÇÃO ÓLEO DE MAMONA - PURIFICAÇÃO CULTURAL:

Propomos ao Senhor Ministro da Cultura que, em primeiro lugar, promova uma espécie de cirurgia-geral na cultura de nosso país que, tão bela, vêm sido diuturnamente trasformada em merda. A operação Óeo de Mamona vem resgatar uma política de muito sucesso que foi aplicada nos anos noventa em nosso país: devem-se reunir os seguintes escritores, compositores, artistas e bandas: Asa de Águia, Belo, Chiclete com Banana, Chitãozinho e Xororó, Daniel, É o Tchan (antigo Gerasamba), Fausto Silva (vulgo Faustão), Glória Pérez, Huck, Júnior ( irmão da Sandy), Leonardo DiCaprio (não é brasileiro, mas podemos fazer uma cortesia para o povo americano), Netinho, Paulo Coelho, todo elenco masculino de Malhação e Rouge, e acomodá-los em um Boeing que será patrioticamente colidido contra o pico da Neblina, que a partir de então será lembrado não apenas como o ponto mais alto de nosso país, mas também como instrumento-mor da purificação de sua cultura. Deverão ser divulgadas na Internet, através do sítio eletrônico do Ministério da Cultura e o maior número possível de correntes de e-mail (no que contamos com a colaboração da sociedade civil), as fotos dos destroços do evento, para lembrar nosso povo de jamais novamente jogar as mãos para cima, dançar com passos ensaiados ou montar fã-clube. A essa altura, algumas observações merecem destaque:

a) Serão poupados os seguintes artistas, apesar de se enquadrarem nos critérios de seleção:
- Zezé de Camargo e Luciano, em troca de apoio político;
- Vando, para não despertar a ira da companheira Benedita e toda a sua base de apoio;
- Supla, por uma simples questão de nepotismo.

b) Sugerimos que seja usado para o evento o Sucatão, o famoso avião presidencial brasileiro. Isso representaria, além de mais um rompimento com o passado de ineficiência do Brasil, uma segurança a mais para o presidente e um incentivo para ele criar coragem e comprar um avião decente para a presidência (de preferência da EMBRAER). Não podemos correr o risco de que aconteça com o Sucatão o que aconteceu com o Rolls-Royce presidencial no dia da posse.

c) Seguindo o já anunciado modelo de gestão democrática e participativa do governo federal brasileiro, aceitamos sugestões de outros artistas para serem incluídos na operação. Há espaço de sobra no Sucatão, e os artistas serão empilhados nas dependências do avião presidencial ( a dinamite que será utilizada para garantir o sucesso total do evento vai no porta-malas ). As sugestões devem ser feitas no ROLO COMPRESSOR deste post, que dá acesso a nossa seção de comentários.

Ação número 2 - DEMOCRATIZAÇÃO DO ACESSO ÀS SEX SYMBOLS:

Alguns devem estar se perguntando porque, por exemplo, Júnior foi incluído na Operação Óleo de Mamona e sua irmã, que produz junto com ele as vergonhosas músicas que nosso povo é obrigado a consumir, não foi citada. Também devem estar se perguntando por que foram excluídas Vanessa Camargo, Kelly Key e tantas outras, o que será agora explicado. Pois bem: um dos elementos que melhor demonstra a desigualdade social de nosso país é a questão do acesso às Sex Symbols. Embora a mídia as exponha constantemente ao nosso povo como objetos de desejo, apenas ricos empresários e figuras influentes podem pagar os salgados preços que seus empresários (cafetão de puta rica é chamado de empresário) impõem para o acesso às suas vaginas. Pois bem, isso agora deve acabar: o povo terá acesso irrestrito às Sex Symbols. Serão instaladas em praças públicas de todo o país cadeiras de ginecologista com amarras, nas quais qualquer do povo, por apenas um real (R$ 1,00, seguindo a filosofia dos restaurantes comunitários), terá direito a dez minutos com a popstar que estiver à diposição ali. Deverão ser apreendidas para tal fim, a princípio: Adriane Galisteu, Carla Pérez, Eliana, Gabriela Duarte, Ivete Sangalo, Kelly Key, Sandy, Sheyla Mello, Sheyla Carvalho, Vanessa Camargo, Xuxa, todo o elenco feminino de Malhação, e também toda e qualquer mulher que seja ou algum dia tenha sido dançarina em programa de auditório - devendo ser dada prioridade total para todas as que um dia foram Paquitas. Essa política, além de promover justiça social democratizando o acesso àquilo que os publicitários usavam como instrumento de tortura refinada para o nosso povo, também aumentará a auto-estima e o bom humor do homem brasileiro (qualquer um vai poder contar para os amigos que já gozou na cara da Xuxa, já pensou?). A essa altura, algumas observações se fazem necessárias:

a) Hebe Camargo e Ana Maria Braga farão parte de uma versão itinerante do programa que visitará asilos de idosos em todo o país, ocasião em que haverá médicos de plantão e distribuição gratuita de Viagra;

b) Como o novo governo não é afeito a qualquer forma de preconceito, o programa também terá uma versão para os cidadãos homossexuais (baitolas), afinal viado também vota. Assim, figuras como Marcos Mion, o ator que fez o "Cigano Igor", Cléber "Bam-Bam" e Alexandre Frota serão amarrados em posição fetal e colocados à disposição em points gays de todo o país. É importante observar que, caso qualquer destes indivíduos demonstre prazer no tratamento, será imediatamente encaminhado á Operação Óleo de Mamona

c) As participantes da versão mais popular da operação, as Sex Symbols default, deverão ser encaminhadas antes do início das atividades em praça pública à equipe da Buldozer Consulting Ltda., para verificação dos parâmetros gerais, testes preliminares e controle de qualidade. A versão gay do programa será vistoriada pessoalmente pelo Excelentíssimo Senhor Ministro da Cultura, optando a equipe da Buldozer Consulting Ltda. por permanacer completamente fora desse processo. A versão do programa para a terceira idade será controlada pelo bombeador Bebeto, que se amarra em coroa e é a pessoa certa para controlá-las.

d) Esse programa também esta aberto a sugestões, que devem ser igualmente encaminhadas ao serviço ROLO COMPRESSOR. Não falta pessoas e cidades em nosso país para se implementar essa política.

e) O dinheiro arrecadado no programa será utilizado para, além de fornecer camisas-de-vênus para os trabalhadores não se infectarem com as milhões de doenças venéreas comuns em mulheres desse calibre, pagar o zelador do serviço, que dará banho na sex-symbol, a alimentará, tirará da chana delas com uma colher e vários baldes a porra que for se acumulando através dos cidadãos que optarem por não usar a camisinha e apontará uma arma para a cabeça dela para que elas malhem e contineum gostosas. Em caso de saldos positivos, o dinheiro será usado para efetivar políticas públicas e educacionais que evitem que as novas gerações de mulheres brasileiras achem que independência e liberdade sexual é balançar a bunda por aí e ainda achar que é artista.

f) A atriz Regina Duarte será encaminhada a uma versão especial do programa destinada a atender o público dos presídios cariocas.

Certos de estarmos cumprindo nosso dever patriótico, somos

Buldozer Consulting Ltda.