terça-feira, 27 de abril de 2004

MAIS PSEUDOINTELECTUAIS

Uma artista plástica holandesa imbecil fez uma pistola com sua própria pele, escrotamente suturada e colocada no formol. Se o Ubbi não estivesse uma bosta, postava a foto aqui. Por enquanto, se virem com o link da notícia:

Artista holandesa cria pistola feita de sua própria pele

Depois dizem que minha ojeriza a pseudointelectuais é implicância...sintam o naipe da figura:

"Se todo o mundo criasse uma arma com sua própria pele, acho que as pessoas pensariam duas vezes antes de usar uma arma. Acho que haveria menos violência no mundo", disse. "Mas não é tão simples assim. A violência sempre vai existir."

Engraçado, ontem mesmo uma conhecida estava falando sobre isso comigo:

"Ah, Léo, Museu de Arte Contemporânea sabe como é, a gente vai mais para conhecer o prédio. Aquele de Niterói, mesmo, é fantástico, bonito, né? Vc se sente numa nave espacial, quase...agora, as obras, acho que eu ainda não cheguei lá, sabe? Aqueles panos e arames pendurados com refletores, e coisa e tal... acho que eu parei no moderno mesmo."

Como era uma pessoa muito civilizada e educada, a senhora que me explicava sua opinião não expressou de forma tão direta que achava a arte contemporânea uma merda. Eu meio que concordo. Não acho que TODA a arte contemporânea seja uma bosta, mas putz, ô dificuldade para achar algo que preste...é máquina de fazer cocô, é pistola de pele humana, é cadáver plastificado...não tem quem aguente, o que há de errado com tela, tinta e pincel?